quinta-feira, 12 de março de 2009

O jornal The Times elegeu dois parques de campismo portugueses como os melhores da Europa

Em tempos de crise faz-nos bem ao ego sabermos que o jornal britânico The Times elegeu os 20 parques de campismo mais “cool” da Europa e há dois portugueses na lista. Em primeiro lugar está o parque de campismo da Ilha das Berlengas e em segundo lugar o parque de campismo do Lugar da Várzea, entre Góis e Arganil.
O jornal descreve o parque das Berlengas assim: “Be brave — the sea crossing from Peniche can be bumpy, but the reward is a hillside camp site with exclusive access to the crystal waters of a small cove on Ilha da Berlenga. Only a dozen fishermen’s families live on the island, which is a protected nature reserve”.
O parque de campismo do Lugar da Várzea tem como atractivos naturais as praias fluviais e é caracterizado pelo The Times como: “Camp with a clear conscience in the hills of central Portugal, surrounded by the scent of jasmine, eucalyptus and orange blossom. The turquoise eco-yurts have a brass-knobbed bed and retro furnishings, while the owners’ organic allotment provides vines, figs and basil”.
Esta lista elaborada pelo The Times inclui ainda parques de campismo de Espanha, Grécia, França, Luxemburgo, Itália, Eslovénia, Croácia, Holanda e Alemanha.

2 comentários:

claudia disse...

olá
mt interessante a ideia deste espaço
voltaremos spr que possível
- jornal made in viseu

Cheila disse...

Boa tarde professora Cristina!

Durante cerca de quatro anos fui frequentadora do Parque de Campismo da Praia da Areia Branca. É um parque que está situado na praia, o que é um ponto muito a favor, e pratica preços acessíveis. As condições são óptimas e têm um programa de animação para os campistas muito diversificado e interessante. Durante estes quatro anos assisti a uma evolução de qualidade incrível! Ano após ano houve uma adaptação às mudanças e à procura que beneficiaram muito o estado do parque e a afluência das pessoas.

Penso que de forma geral os gestores/ directores dos parques começam a ter mais sensibilidade para as tendências e gostos das pessoas e tentam organizar o espaço e as actividades de forma a irem ao encontro dessas tendências. Cada vez mais as pessoas procuram estes espaços, pois apesar da crise não deixam de gozar as suas férias, mas procuram alternativas mais económicas mas com condições decentes, que é o exemplo destes parques.

Portugal tem espaços fantásticos e uma capacidade de atracção ainda melhor. Há que tirar partido destas capacidades pois só assim seremos reconhecidos!

Penso que estamos no bom caminho! :)

Cumprimentos